Microsoft traz nova liderança para 343 setores

343 Industries não é um desenvolvedor bem-amado. Desde a entrega de produtos inferiores até a tentativa de matar Master Chief, até o foco na política em vez de entregar um produto de qualidade, o estúdio não foi nada mais do que uma mancha negra na ilustre história de Halo. Nenhuma surpresa, então, o desenvolvimento do Halo Infinite foi abalado com problemas que precederam o surto do coronavírus.

Com quatro estúdios desenvolvendo o jogo, Halo Infinito conseguiu não corresponder ao fidelidade gráfica de Halo 3, junto com o da Microsoft expectativas. Como resultado, o jogo que a Microsoft pretendia que fosse seu principal título de lançamento foi adiado para 2021.

Em 26 de agosto de 2020, ReviewTechUSA divulgou o boato de que sua fonte afirmava que a Microsoft estava se preparando para substituir a liderança do projeto. A justificativa da Microsoft foi que a liderança atual era muito imprevisível, mas nenhum esclarecimento foi feito quanto ao que isso infere. Dado o momento, é provável que a mudança na liderança tenha, em parte, algo a ver com a 343 Indústrias tomando um postura anti-policial com a retirada da placa policial em Halo: ODST.

https://platform.twitter.com/widgets.js

Não muito depois, a Microsoft anunciou o ex-desenvolvedor líder do Halo 1-3 estaria voltando como líder do projeto em Halo: Infinito.

https://platform.twitter.com/widgets.js

Os problemas contínuos da 343 Industries não podem mais ser negados, com a nova administração sendo trazida a bordo em um estágio tão avançado de desenvolvimento. Consertar Halo Infinite não será uma tarefa fácil, mas Staten tem experiência para fazê-lo.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.